Lagoa do Coração em Rio Pardo

Redes Sociais

Destino: Fazenda Lagoa do Coração – localizada no município de Rio Pardo, nas margens do Rio Jacuí.

Lagoa do Coração em Rio Pardo – mapa

Figura 1: Vista geral do local. Fonte: Imagem do Google Earth com data de 28/10/2016, elaborado por Cleberton Bianchini.

Por que vale a pena visitar: o local apresenta diversos ambientes, proporcionando boas oportunidades de observação. Como o local é particular, deve-se realizar contato prévio para ver da viabilidade de se visitar o local.

vista da região da lagoa do coração

Figura 2: Vista geral dos ambientes do local. Fotografia de Alexandre Picoli.

nascer do sol

Figura 3: Vista do nascer do solo no local. Fotografia de Cleberton Bianchini.

vista da região da lagoa do coração

Figura 4: Vista geral dos ambientes do local. Fotografia de Cleberton Bianchini.

Destaques: Sem sombra de dúvida o destaque é por conta da Cistothorus platensis (corruira do campo), do Campylorhamphus falcularius (arapaçu de bico torto), do Amaurospiza moesta (negrinho do mato) e do Cairina moschata (Pato do Mato).

Nível de dificuldade: O local proporciona escolha de diversas opções de percurso, ficando a cargo do tipo de ambiente que se deseja escolher. Pode-se optar por área aberta com pequenos banhados intercalando entre os campos e pastagens. Outra opção é realizar um percurso dentro da mata na margem do Rio e das Lagoas. Pode-se optar ainda por um percurso que interligue todos os ambientes, saindo da sede da fazenda e percorrendo pequenos banhados intercalados entre os campos e as pastagens, até se chegar nos matos na borda das lagoas e seguir para o mato mais fechado perto do Rio Jacuí.

Infraestrutura do local: a fazenda possui uma casa de hospedes, que pode ser ou não disponibilizada. Recomenda-se contato prévio com o proprietário da fazenda para viabilizar a visita e talvez a disponibilização da casa de visitantes.

Oportunidades fotográficas: as possibilidade de fotografia são imensas, devido à grande quantidade de espécies encontradas no local. Maiores informações podem ser obtidas nas saídas do COA Vales, através dos relatos das saídas feitas para este local (http://coavales.blogspot.com.br/search/label/Relatos).

Figura 5: Cistothorus platensis (corruira do campo). Fotografia de Cleberton Bianchini.

Figura 6: Campylorhamphus falcularius (arapaçu de bico torto). Fotografia de Cleberton Bianchini.

Figura 7: Amaurospiza moesta (negrinho do mato). Fotografia de Cleberton Bianchini.

Figura 8: Carpornis cucullata (corocochó). Fotografia de Cleberton Bianchini.

Como chegar: a lagoa do coração está situada dentro de uma propriedade particular. Partindo do trevo principal de acesso a Rio Pardo, deve-se seguir por 4,8 km na rodovia que leva até Pantano Grande, então, torna-se a esquerda e segue por 1,3km, torna-se a esquerda novamente e segue por 7,5km, logo após a fazenda coqueiros deve-se pegar a esquerda, já na entrada da fazenda, e seguir por uma estrada interna por cerca de 3,2km e estará na sede da fazenda.

Logística: o local é particular e deve-se realizar contato prévio solicitando permissão para acessar a lagoa.

Contato: contatar o Samuel Oliveira que repassará o contato do proprietário da Fazenda.

Quando ir: há ocorrência de aves em todas as épocas do ano. No inverno é sempre bastante frio e com muita chuva e neblina, mas há possibilidade de observação de inúmeras espécies. No verão tem-se o problema dos verões com temperaturas elevadas no Estado. A melhor época é durante a primavera, nos meses de setembro, outubro e novembro, em que as espécies estão bastante ativas.

Lista de espécies: O Coa Vales realizou duas saídas para este local, e a lista de espécies sempre foi maior que 100 espécies em ambas as vezes. A primeira saída pode ser conferida aqui e a segunda aqui.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites